Conselhos de quem começou um negócio com pouco dinheiro

Para ajudá-lo a se inspirar em bons exemplos, confira conselhos de quem fundou um negócio com poucos recursos. Na lista, há quem tenha iniciado com apenas R$ 300!

por 
http://www.empregos.com.br

Muita gente tem vontade de iniciar o seu próprio negócio, mas dispõe de pouco dinheiro para investir.

Se você faz parte desse grupo, saiba que muitos empreendedores iniciaram com pouquíssimo dinheiro e hoje têm empresas de sucesso. São pessoas que com certeza têm algo a ensinar para quem quer seguir no mesmo caminho!

Tenha uma equipe multidisciplinar

“Tenha uma equipe multidisciplinar. Dessa forma, você não precisará terceirizar nem contratar pessoas nos primeiros meses da sua empresa. O time ideal que eu montaria, se fosse criar uma nova empresa, seria um desenvolvedor, uma pessoa de marketing e uma pessoa de negócios”

Pedro Renan, de 27 anos, é um dos sócios da We Do Logos, uma empresa de design fundada em 2010 com cerca de R$ 20 mil, incluindo o valor investido em horas de trabalho dos empreendedores.

Faça o plano negócios

“Fazer o plano de negócios e definir uma estratégia consistente é o começo de tudo. Indicaram-me o curso do EMPRETEC, que para mim foi um divisor de águas. Hoje, eu aconselharia qualquer um a iniciar com este curso, pois ele me deu uma visão muito clara de como devemos nos posicionar perante a nossa empresa”

Carla Castilho, de 45 anos, é fundadora da Unius, uma agência de comunicação e marketing. A empresa foi fundada em 2005 com R$ 10 mil.

Conheça a sua área

“Para quem está começando e tem pouco dinheiro, é preciso conhecer e gostar muito do segmento que está querendo empreender. O empreendedor precisará trabalhar com afinco, não medindo esforços e horas, com resiliência em busca de seu objetivo e sonho. Aparecerão vários obstáculos que devem ser ultrapassados”

Emerson Salomão, de 43 anos, é fundador da Avell, uma fabricante brasileira de notebooks. O negócio existe de 2004, e foi iniciado com um investimento de R$ 10 mil.

Converse com seu usuário

“Utilize o Google Forms [formulário do Google usado para fazer pesquisas, por exemplo] para viabilizar o seu negócio. Teste e converse com seu usuário. Inicie sua jornada com um protótipo, algo que você pode adaptar para a necessidade real do mercado”

Vera Kopp, de 38 anos, é CEO do inCast, um marketplace que conecta profissionais e contratantes de setores da economia criativa,(atores, modelos, DJs, produtores, editores, designers e youtubers). O negócio foi criado em 2015 e custou R$ 25 mil.

Fique de olho no dinheiro

“Mesmo no início de tudo, é necessário identificar o público consumidor, acionar a rede de contatos e se planejar, para ter foco na hora de gastar aquilo que faturar. Ou seja, trabalhar as informações antes mesmo de qualquer investimento, para não gastar dinheiro sem necessidade”

A empreendedora Letícia Penna, de 44 anos, fundou a rede de franquias Sapatilha na Sacola, que vende calçados femininos. O negócio começou em 2011 com um investimento de apenas R$ 300.

Foque nas vendas

“Foque desde o primeiro dia em vender e gerar receita. Não existe negócio sem receita aqui no Brasil. Lá fora é mais comum acontecer de empresas conseguirem aportes de investidores só com a ideia e sem tração (receita). Então, esteja preparado para gastar bastante sola de sapato e muito telefonema! Invista tempo em marketing digital. Existem diversas estratégias e canais que têm um investimento muito baixo ou sem necessidade de investimento, como a geração de conteúdo para o blog da sua empresa”

Caio Sigaki, de 33 anos, é fundador da Elefante Verde, uma rede de franquias que trabalha com marketing digital para pequenas e médias empresas. O negócio foi fundado em 2011, com cerca de R$ 10 mil.

 

Fonte: https://carreiras.empregos.com.br/salarios/conselhos-de-quem-comecou-um-negocio-com-pouco-dinheiro/