É importante estar ciente de que o relacionamento online abre um canal com liberdade de expressão, incluindo manifestações positivas e negativas.

Mídias Sociais estão cada vez mais presentes nos planos de comunicação e marketing das empresas, incluindo seguradoras, corretoras e profissionais do mercado de seguros em geral. Mas como montar uma boa estratégia e colher resultados consistentes? Para a especialista da Unius Multimídia, Carla Castilho, é preciso, em primeiro lugar, saber diferenciar rede social de mídia social.

“Rede social é formada pelo universo de relacionamento das pessoas e mídia social é toda plataforma online que pode ser usada para ampliar o alcance e a velocidade das interações entre os indivíduos que participam de determinado canal”, explica Carla.

Ela lembra que, independente da ferramenta utilizada – Facebook, Twitter, Google+, Youtube, Instagram, entre outras – não se pode perder de vista que se trata de comunicação com pessoas cujo monitoramento precisa ser diário e constante, “justamente porque estamos usando um meio que nos permite falar e ouvir em tempo real, ao contrário das mídias de massa, como TV, rádio, jornal”.

Definindo Objetivos

Nesse contexto, Carla aponta que o primeiro passo é definir objetivos, que devem ser claros. A partir de então, a meta precisa ser mensurável (aumento de 50% nas vendas, por exemplo), alcançável (coerente com a realidade do investimento), realista (sem capacidade de entrega não adianta aumentar as vendas em 50%) e com prazo determinado.

“Os objetivos podem ser relacionados com a rentabilidade, ao promocional, crescimento do mercado, branding e otimização nos buscadores, lembrando que não é simplesmente o volume de fãs de sua página que garantem que o seu objetivo seja alcançado, pois o planejamento é muito mais complexo”, reforça Carla.

materia_carla_revista-segurador-brasil_032013

Plano de Ações

O passo seguinte é montar o plano de ações, ou seja, o que será feito e de que forma. “Isso significa avaliar o posicionamento da empresa no mercado hoje, a partir das ações internas e externas já realizadas e das estatísticas decorrentes. A análise SWOT continua valendo para o marketing digital e definições básicas do público alvo serão possíveis, estudando o segmento de atuação do cliente”.

materia_carla_revista-segurador-brasil_032013

Por fim, Carla Castilho menciona a importância de delinear previamente como será o relacionamento e as interações, avaliando os conteúdos e retornos e, sobretudo, quem será responsável por cada ação.

“A estratégia se completa com a atribuição de responsabilidades para a inclusão de novos conteúdos, avaliação das interações, respostas dos feedbacks e preparo para manifestações negativas. É muito importante estar ciente de que, a partir desse momento, estamos abrindo um canal com liberdade de expressão”, defende Carla, sugerindo que “análise e relatórios periódicos detalhados são imprescindíveis para o sucesso do planejamento”.

Fonte: Revista SEGURADOR BRASIL – Ed. 89 | MAR/2013 – pg.26