E-mail marketing é uma ferramenta muito utilizada no marketing direto, mas é necessário conhecer muito bem este serviço antes de iniciar qualquer contratação, pois apesar de parecer algo simples, este é um serviço com um grande grau de complexidade e com muitas regras que se não abedecidas podem causas muitos aborrecimentos.

E-Mail Marketing

E-mail Marketing é a utilização do e-mail como ferramenta de marketing direto, respeitando normas e procedimentos pré-definidos, analisando o retorno gerado através de relatórios e análises gráficas gerando campanhas cada vez mais otimizadas.”

Na prática o Marketing Direto é a divulgação de uma mensagem com o destino direto ao  publico final. Através do marketing direto é possível entrar em contato diretamente com a pessoa que se tem o objetivo de comunicar, prospectar, vender,…. Sendo assim ele tem que ser muito bem definido para que seja bem personalizado.

A pessoa que recebe o e-mail deve sentir uma proximidade e uma certa curiosidade e interesse para ler a informação e posteriormente interagir de alguma forma com a pessoa ou empresa que enviou este e-mail.

Como Planejar Uma Campanha de E-Mail Marketing?

  1. Definir os objetivos da ação
  2. Criar a mensagem que levará o que deseja comunicar a pessoa que receberá o e-mail
  3. Definir a base de dados das pessoas que deseja atingir

 

Só isso!
Prece simples?
Mas não é.

O principal objetivo de um e-mail marketing pode ser muito amplo: um retorno telefônico, uma ação que levará a pessoa a um determinado site, uma venda por comércio eletrônico entre muitas outras possibilidades e esse é um dos pontos que deverá ser definido pelo nosso cliente.
O próximo passo é de responsabilidade da empresa contratada para fazer esta ação. A empresa deverá definir o layout que levará a mensagem, o melhor formato e criar a métricas para definir o resultado desta ação.

A base de dados é onde encontramos muitas questões relacionadas spam. Cuidado, não compre listas. Esta é uma atitude que pode causar muitos problemas de credibilidade a sua empresa.
Montar uma base qualificada e segmentada é uma das melhores formas de se atingir o objetivo definido.
Marketing direto não é comunicação em massa e não deve ser tratado dessa forma.

Note que usei várias vezes o termo “pessoa que receberá o e-mail”, acredito que  este seja o primeiro ponto a ser pensado. Não é por que usamos uma “ferramenta“ que envia e-mail em massa e tem o objetivo de medir o desempenho de uma campanha, que devemos nos comunicar de forma impessoal, muito pelo contrário esta é uma das melhores e mais eficientes ferramentas do marketing para criar um vínculo de proximidade com a pessoa que queremos interagir e por isso é necessário que a campanha seja muito bem traçada e definida de acordo com o objetivo a ser atingido.